Ribeirão Preto / SP - sábado, 18 de novembro de 2017

Cápsula endoscópica (enteroscopia)

 

CÁPSULA ENDOSCÓPICA – INFORMAÇÕES GERAIS 

cápsula endoscópica que nós utilizamos (Mirocan®) tem 2,6cm de comprimento e 1,1 cm de diâmetro. Ao longo do percurso pelo aparelho digestivo, bate cerca de 120 mil fotos do estômago, intestino delgado e grosso. Estas imagens são transmitidas por ondas de radiofreqüência para um gravador colocado na cintura do cliente. Portanto, a cápsula não precisa ser recuperada no fim da jornada. As imagens, projetadas na tela de um computador, são nítidas e ricas em detalhes. Possui um sistema que facilita a localização aproximada do ponto de sangramento ou da lesão encontrada. Esse procedimento tem grande aplicação nos pacientes com anemia de difícil diagnóstico, tumores intestinais benignos ou malignos, diarréias crônicas e na doença inflamatória intestinal. Apesar de percorrer todo o sistema digestivo, o foco principal da cápsula é o intestino delgado. Trata-se de um órgão de dificíl acesso tanto por sua localização quanto por sua anatomia – um tubo de 4 centímetros de diâmetro e 6 metros e meio de comprimento, todo retorcido, cheio de dobras e reentrâncias. A melhor aplicação da enteroscopia por cápsula é no diagnóstico do sangramento digestivo de origem obscura. Outras condições clinicas que acometem o intestino delgado, como doença de Crohn, teleangiectasias hemorrágicas hereditárias, síndromes poliposes, tumores de delgado, síndrome de imunodeficiência adquirida, doença celíaca, transplante de intestino delgado, bem como diarréia crônica, podem ser exploradas com o uso da cápsula. Convém ressaltar que esse método não substitui a endoscopia digestiva alta nem a colonoscopia, sendo um procedimento coadjuvante. Vantagens: conforto, segurança e mobilidade (pode ser aplicado no nível ambulatorial, em domicílio, ou em pacientes internados, até mesmo em Unidades de Terapia Intensiva - UTI). Algumas limitações técnicas restringem o método: a impossibilidade de realizar biópsias ou procedimentos terapêuticos no mesmo ato. A única contra-indicação absoluta é obstrução intestinal. Contra-indicações relativas são: gravidez e uso de implantes eletrônicos (avisar o medico).

 

QUAIS PACIENTES PODEM FAZER? – Adultos ou crianças maiores que 7 anos poderão realizar o EXAME. Em algumas situações especiais, a cápsula poderá ser introduzida via endoscópica.

 

COMO FUNCIONAO paciente coloca preso ao seu corpo um microcomputador ("receiver") e alguns sensores que detectarão por meio de ondas de rádio as imagens provenientes da cápsula a ser ingerida e depois ingere a cápsula.

 

O QUE ACONTECE COM A CÁPSULA DEPOISA bateria da cápsula dura cerca de 12 horas. Posteriormente, a cápsula estará inativa. A cápsula será eliminada, de forma natural, junto com as fezes e sem a necessidade de laxativos ou outras medidas – normalmente, será imperceptívelA cápsula não é reaproveitada em hipótese alguma.

PREPARO PARA O EXAME:

 

CINCO DIAS ANTES DO EXAME:

-- Suspender o uso de qualquer medicação à base de sulfato ferroso e vitaminas com ferro ou derivados.

-- Nesse peodo, não devem seconsumidos alimentos comcastanhas, sementes de fruta(uvas, poexemplo), pipoca, milho e farelos, alimentos "coloridos" tais como suco de uva, beterraba, fanta uva, vinho.

 

VÉSPERA DO EXAME

-- Nas 24 horas antes do exame, não devem ser utilizadocremes, pomadas ousubstâncias oleosas sobre a pele do abdome para não dificultar a aderência dos adesivocolocados nesse local para a realização do exame.

 

-- Deve-se fazer um desjejum leve e sem fibras (ovo cozido, torradas de corclare/ou pão branco sem manteiga)Não se deve ingerileite e derivados.As refeões não podem contereduos, ou seja, NÃO PODE COMER frutasverduras e cereaiintegrais na véspera do exame.

 

-- Durante todo o dia, é preciso tomar mais de 1,5 litro de quidosmas somente líquidoclaro(água, sucos e refrigerantes transparentes). Nenhum alimento oulíquido de cor púrpurou vermelha deve seingerido na véspera do exame.

 

- A ULTIMA ALIMENTAÇÃO DO PACIENTE DEVE SER ATÉ AS 19HS! A PARTIR DE ENTÃO SOMENTE É PERMITIDO ÁGUA E ÁGUA DE CÔCO.

 

-- As 22hs o cliente deve ingerir um frasco de SIMETICONA gotas, podendo misturar com água, agua de côco ou suco. A partir das 23 horas, ocliente tem de iniciar jejum (incluindo líquidos).

 

 

-- Vicom duas blusas ou camisas abertas. Uma ficará por baixo de umcinturão que precisará secolocado durante todo o tempo de exame - e que,portanto, não pode seretirado até o rmino do procedimento.

 

-- DUAS HORAS ANTES do exame, devem-setomar trêcopos de água. A partir de então deve ficar em jejum completo, até mesmo agua.

 

- LOGO APÓS INGERIR A CÁPSULA É PERMITIDO BEBER ÁGUA E AGUA DE CÔCO

 

-- DUAS HORAS APÓS a deglutição da cápsula, podem-se tomar outros liquidos claros, tais como água, sucos, isotônicos de limão medicamentos habituais.

 

-- QUATRO HORAS a deglutição da cápsula, também se pode ingerircomidas levescomo sopas de coclarsem legumes e sanduíches de carnebranc(peru, frango ou peixe). Não coma alimentos com cor ou vegetais, tipo folhas, pois podem dificultar a visualização adequada da mucosa intestinal

 

-- DURANTE AS 12H DO EXAME NÃO ingerir qualquer alimento de covermelha ou púrpura, alimentos ricoem fibras (frutasverduras e cereaiintegrais)café e chá.

 

 

Tempo de duração

- Do preparo até ingestão da cápsula: de 30 a 60 minutos.

- Duração total do exame: DOZE horas.

Retorne a PROCTOGASTROCLÍNICA, R. ELISEU GUILHERME, Nº 09, fone: (16) 3519.4444 12h após ingestão da cápsula para retirar o cinturão e os eletrodos. Os dados armazenados serão recuperados para análise.

 

Instruções após o exame

- cápsula progride naturalmente pelo trato digestivo até seeliminada nasfezes dentro de 2 a 14 dias. Não há necessidade de laxantes para eliminar a cápsula. Muitas vezes a eliminação é imperceptível. Na noite do exame você pode voltar a sua alimentação normal, habitual.

 

 - NÃO fazer nenhum exame de ressonâncimagnética até que cápsulsejeliminada nas fezes.

 

- A dieta normal pode ser retomada depois do rmino do procedimento, assimcomo o uso de medicamentos e as atividades diárias do cliente, até mesmoexercícios físicos.

 

O laudo do exame demora de 3 a 7 dias, já que deverão ser analisadas cerca de 120.000 imagens. No entanto faremos o possível para abreviar este tempo, principalmente nos casos de sangramento, quando o diagnóstico mais rápido é importante.


Abaixo alguns exemplos de exames de cápsula endoscópica



Exame normal - padrão endoscópico preservado.




Doença de Crohn jejunal - úlceras profundas e aftóides no jejuno (três imagens acima) e ileíte terminal com estenose (três imagens abaixo)





Sangramento gastrico (estomago) num paciente com endoscopia normal e melena






Ectasias vasculares jejuno - enterorragia e queda de hemoglobina






Paciente com gastrite hipertensiva grave e hemorragia 





Enterorragia - ectasia vascular no jejuno





Les~oes subepiteliais (submucosas) - acima lipoma (benigno), abaixo GIST (tumor) 





Caso clinico de um senhor, 85 anos, com sangramento digestivo de repeticao (melena e queda de hemoglobina, anemia refrataria), com endoscopia e colonoscopia normais. Fez o exame de capsula endoscopica (abaixo) que mostrou uma lesao submucosa, ocupando mais da metade da circunferencia do jejuno com umbilicacao, altamente sugestiva de neoplasia (GIST)





Foi feita enterorressonancia para documentar a topografia da lesao e programacao cirurgica - a lesao estava localizada no jejuno proximal



O paciente entao foi submetido a cirurgia (laparotomia) - abaixo tres fotos da peca cirurgica (cortesia das fotos - Dr. Jose Joaquim Ribeiro da Rocha - cirurgiao do caso). 


O estudo anatomo patologico mostrou se tratar de neoplasia de células fusiformes, circuncrita, com raras mitose e positividade para C-kit, confirmando o diagnóstico de tumor estromal gastrointestinal - GIST




Lesao neoplasica no jejuno (intestino delgado) - cortesia Dr. Ribeiro




Peca aberta - lesao submucosa neoplasica - cortesia Dr. Ribeiro





Abaixo fotos da papila duodenal